AGRO /

Quarta-feira, 15 de Maio de 2019, 15h:29

A | A | A

Índios Xavantes dizem que querem produzir soja

Aldeia Sangradouro fica localizada a 50km de Primavera do Leste


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Índios da etnia xavantes foram entrevistados por jornalista que integram o projeto Caminho da Safra, da revista Globo Rural. Integrantes do projeto estiveram na aldeia Sangradouro que fica a 50 quilômetros de Primavera do Leste, onde os indígenas falaram sobre a vontade em produzir soja.

De acordo com a publicação feita pelo jornalista da revista Globo Rural, Roger Margochi, eles foram recebidos por Fábio Tsitobrowe, presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena, já que o cacique estava em Barra do Garças em uma reunião.

Veja parte da reportagem:

“Aos 11 anos, Fábio foi morar em Curitiba, onde passou dez anos estudando. Hoje, aos 42 anos, ele defende que o índio deveria ter direito a plantar em sua reserva, garantindo a preservação ambiental e a sua própria cultura. A plantação poderia ser feita em 10% dos 116 mil hectares de reserva, garantindo muita área preservada.

Ele, no entanto, é contra a posição do governo que pretende aprovar o arrendamento de terras dos índios. “Nós nunca vamos perder a nossa cultura. Veja se os índios Parecis perderam a sua cultura”, diz, em referência ao grupo indígena que está plantando soja em Mato Grosso.

“Eu penso que, pra mim, não é bom arrendar. Eu gostaria de parceria com amigos, com fazendeiros, trabalhar junto. E sem desmatar tudo. Seria bom para a comunidade que vive aqui. Não adianta desmatar tudo. O certo mesmo é parceria”, afirma ele, que pede ajuda do governo para que a comunidade possa aprender a plantar.

Os 2,5 mil índios da reserva vivem em situação de miséria, há índios pedindo dinheiro nas esquinas de Primavera do Leste, conta Fábio. Com o dinheiro da plantação, Fábio acredita que haveria dinheiro para cuidar da saúde do seu povo. Segundo ele, nas décadas de 1970 e 1980, a comunidade tinha plantação de arroz e outros cultivos, mas a iniciativa foi sendo desmobilizada.

“Hoje quem manda mesmo é o dinheiro. Prefiro trabalhar e correr atrás porque não dá para ficar parado. Tem índio formado em enfermeiro. Não adianta ficar parado esperando acontecer. Eu vou morrer como índio, mas é preciso saber produzir as coisas”.

“Meu principal sonho é que a gente tenha o próprio recurso. Como eu trabalho na área de saúde, se a gente produzisse e desse R$ 120 milhões por ano, R$ 50 milhões ficaria no cofre para comprar remédio e pagar cirurgia. A vida vai melhorar. Estamos sem água, as crianças pegam lá embaixo (no rio). Penso no futuro melhor para os indígenas também”.

Enquanto conversávamos, as crianças jogavam bola e olhavam curiosos para o equipamento do fotógrafo Fernando Martinho. Desde pequenos, eles aprendem a língua xavante e o português. Fábio tem oito filhos, o mais velho roda 50 quilômetros para estudar em Primavera do Leste. E chega meia noite na aldeia. Enquanto isso, a curiosidade da garotada menor cresceu quando Martinho fez decolar o seu drone na aldeia”.

 

O PROJETO

Caminhos da Safra 2019, é um projeto da revista Globo Rural tem como objetivo avaliar as condições da infraestrutura para o escoamento das safras de grãos, frutas e carnes do país. Além de visitar os maiores terminais portuários, as equipes farão os caminhos entre as fazendas e o mercado consumidor brasileiro.

 

Com Revista Globo Rural

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

Terminal de autoatendimento beneficia clientes Unimed Cuiabá de Primavera do Leste

O totem possui telas touchscreen, design intuitivo e uma linguagem de fácil entendimento

Em protesto, Polícia Civil de Mato Grosso paralisa atividades nesta terça-feira (25)

Servidores de Primavera do Leste irão aderir à paralisação

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.