BOA NOTÍCIA /

Terça-feira, 07 de Julho de 2020, 11h:12

A | A | A

Em Campo Verde, quatro dos 10 leitos exclusivos covid-19 já estão em funcionamento

Dois pacientes que aguardavam transferência para UTI já ocupam estes leitos


Imagem de Capa
Assessoria de Imprensa

Com um número elevado de pessoas contaminadas e o esgotamento das vagas de UTI’s no estado, a Secretaria Municipal de Saúde e direção do Hospital Municipal Coração de Jesus em Campo Verde, enxergaram a necessidade urgente de colocar em funcionamento os leitos de UTI’s. Na manhã desta segunda-feira (06), quatro leitos foram entregues, mas dois deles já serão ocupados por pacientes da cidade que aguardavam transferência para unidade de Rondonópolis que está lotada.

 

Segundo o prefeito Fábio Schroeter, esses quatro leitos que entraram em funcionamento, vão fazer parte dos 10 leitos exclusivos para Covid-19, que foram conseguidos em uma parceria com o Governo Estadual, que está custeando a atividade.

A ideia inicial era de inaugurar os 10 leitos, mas devido ao atraso na entrega de respiradores pelo Ministério da Saúde, que completariam os equipamentos já existente no HMCJ, ela foi adiada.  A intenção passou ser inaugurar ao menos os 6 leitos que o hospital já tinha os equipamentos, porém novamente um atraso, desta vez nos medicamentos fez com que as autoridades revessem novamente o planejamento.

Montados com equipamentos adquiridos pelo Município, os leitos serão utilizados exclusivamente para tratamento de pacientes com Covid-19 de Campo Verde e de municípios como Nova Brasilândia, Planalto da Serra, Dom Aquino, Jaciara, Juscimeira e São Pedro da Cipa.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o número de leitos de UTI deve ser ampliado, aumentando a oferta de atendimento. A previsão é que até o próximo dia 21 sejam entregues mais cinco respiradores comprados pelo município com recursos próprios e de doações, e também medicamentos específicos adquiridos pelo HMCJ.

Conforme frisou o diretor do Hospital, Israel Paniago, apesar das dificuldades impostas pela escassez de equipamentos e de medicamentos no mercado devido ao aumento da demanda provocada pelo crescente número de casos de Covid-19, a montagem dos leitos foi feita em 20 dias, tempo relativamente curto. “Isso só foi possível devido ao trabalho que vem sendo realizado desde que começou a pandemia”, destacou.

Paniago informou também que a partir desta segunda-feira (6), o HMCJ, além de quatro leitos para tratamento semi-intensivo, passa contar com mais 9 leitos de enfermaria exclusivos para pacientes com o novo coronavírus, o que representa um ganho a mais no atendimento. Dois leitos de UTI entregues hoje já serão utilizados por pacientes que aguardavam vagas no Hospital Regional de Rondonópolis.

Prefeito de Campo Verde, Fábio Schroeter enfatizou que a entrega dos leitos de UTI Covid é um grande avanço e uma resposta da Administração Municipal no combate à doença. “A partir de hoje iniciamos o atendimento com quatro leitos, o que já vai nos ajudar e muito, com certeza, considerando a falta [de leitos de UTI] que está ocorrendo no Estado”, observou.

Fábio destacou o esforço de todos os envolvidos na montagem dos leitos e lembrou que a UTI é provisória e funcionará durante três meses com apoio financeiro do Governo do Estado. “Esperamos que, passada essa pandemia, a gente consiga – e vamos trabalhar arduamente para isso – transformar nossa UTI Covid provisória numa UTI definitiva para atender Campo Verde e nossa microrregião”, disse.

O prefeito salientou que o custo mensal de uma Unidade de Tratamento Intensivo com dez leitos, número mínimo estabelecido pelos órgãos de saúde, é de R$ 600 mil, o que torna difícil para o Município custear sozinho esse valor. “Nós temos que encontrar um meio para, em conjunto com o Estado ou com os demais municípios da microrregião, custear isso”, observou.

Secretário municipal de Saúde, Altair Timóteo de Araújo também frisou que a entrega dos leitos de UTI Covid, apesar das dificuldades enfrentadas na montagem, vai trazer um pouco mais de tranquilidade no atendimento aos pacientes acometidos pela doença.

“Nós estamos trabalhando já há 20 dias para conseguir trazer esse serviço de uma forma bem estruturada, com equipe, com medicamentos.  Tivemos muita dificuldade com insumos, com equipamentos; dificuldade também em montar a equipe, mas nós trabalhamos o tempo inteiro para poder ter esse momento, ter os leitos aqui e receber nossos pacientes. Diante de tudo que nós trabalhamos, diante de tudo que foi montado em Campo Verde, nós temos uma estrutura muito boa”, frisou.

Os leitos de UTI Covid entregues hoje são equipados com respiradores artificiais, monitores cardíacos e desfibrilador. Até a próxima quarta-feira (8), serão instalados equipamentos de hemodiálise.

No último final de semana, mais dois moradores de Campo Verde morreram devido ao vírus e uma terceira morte está sob suspeita, os dois pacientes que vieram óbito tinham mais de 60 anos ou comorbidades.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz