CIDADE /

Sexta-feira, 03 de Abril de 2020, 08h:38

A | A | A

Novo Decreto flexibiliza regras para o funcionamento de restaurantes, lanchonetes, transportes e feiras livres

O Prefeito Fábio Schroeter falou sobre a decisão e justificou os motivos da maior abertura.


Imagem de Capa
Paulo Pietro

A Administração Municipal de Campo Verde lançou um novo decreto no final da tarde da última quarta-feira (01), neste decreto algumas mudanças importantes em relação aos decretos anteriores foram percebidas. 

 

O Prefeito de Campo Verde Fábio Schroeter recebeu a imprensa na manhã da quinta-feira (02) para falar justamente sobre as mudanças mais significativas que entraram em vigor. 

 

Uma das principais mudanças, com certeza é a suspensão das aulas por mais 30 dias a princípio. Seguindo a regulamentação estadual o prefeito disse que as aulas devem permanecer suspensas no município, até mesmo levando em consideração que os alunos que utilizam o transporte cedido pela prefeitura, são compartilhados com os alunos da rede estadual, então não existe uma situação de conforto para retomar as atividades. 

 

Outra mudança que vai impactar diretamente os comércios, principalmente de restaurantes, lanchonetes, cafés e conveniências é a questão da liberação das pessoas para o consumo no próprio local. Anteriormente as atividades estavam sendo liberadas somente para o delivery, mas elas foram flexibilizadas neste novo ato. “Esses estabelecimentos vão podem funcionar desde que seja cumpridas as regras presentes na nota técnica  021/2020 e pode ser acessado no www.campoverde.mt.gov.br, na aba Leis e Decretos; ou seja, eles terão que manter as medidas de higiene substabelecidas, respeitar as distancias entre as mesas, garçons e outros funcionários, também está proibido a utilização de gondolas, ou seja a modalidade self-servisse, buffet  está suspensa, somente deve funcionar na modalidade à lá carte. Eles devem também orientar os clientes sobre a higienização das mãos e os funcionários realizarem o uso de equipamentos de proteção para evitar o contágio,” explicou Fábio. 

 

O prefeito ainda confirmou que tem uma equipe de fiscais da vigilância sanitária, que está andando em todos esses estabelecimentos, se encontrar algum local funcionando fora das regras estabelecidas eles podem ser multados e inclusive ter seu funcionamento interrompido. 

 

Quanto às feiras, que já era uma das preocupações, principalmente dos pequenos produtores, que plantam e comercializam seus produtos no local, ficou decidido que elas podem funcionar, desde que também sigam as novas regras. A Feira municipal coberta, devendo funcionar com 50% dos feirantes e adotar medidas de controle de aglomeração, especialmente, o distanciamento entre os expositores, controle de acesso e proibição de afunilamento de pessoas decorrente de corredores formados pela localização das barracas, e, em todo caso, fica vedado o consumo de alimentos e bebidas no local;

 

Feira municipal livre de rua, devendo as barracas possuírem espaçamento mínimo de 2m (dois metros), além da responsabilidade de cada feirante de evitar aglomeração de pessoas e proibir o consumo de alimentos e bebidas no local;

 

O transporte municipal e intermunicipal, vão voltar a circular, desde que todos os passageiros estejam sentados, evitando aglomerações.  

 

Os bares podem funcionar somente na modalidade de entrega,  ainda não estão liberados para abrigar o público nos estabelecimentos. 

 

As casas noturnas e boates ainda estão proibidas de funcionar, assim como os ginásios, academias, parques públicos, atividades religiosas e qualquer outra atividade que possa aglomerar pessoas. 

 

O prefeito ainda ressaltou que essas decisões do decreto são revistas semanalmente, em um conselho especial sobre o coronavírus, que foi criado no município, mas disse que se a situação mudar repentinamente as mudanças do nível de atenção devem acontecer. Ele lembrou que até agora as atitudes tomadas pela administração municipal está dando resultados, hoje à cidade não tem nenhum caso confirmado e está aumentando o número de casos descartados, já são 22 casos desconsiderados, porém existem 23 casos ainda suspeitos, que estão em isolamento. 

 

Em Mato Grosso, conforme os números da Secretaria Estadual de Saúde, foram notificados 291 casos de síndrome respiratória aguda, 28 pessoas testaram positivas para o novo coronavírus e 10 pacientes foram internados com a covid-19. Nove pacientes se recuperaram da doença, seis em Cuiabá e três em Rondonópolis.

 

O prefeito, porém realizou um alerta, que as pessoas que puderem ficar em casa, sobretudo quem está nos grupos de risco, devem se manter isoladas, para garantir sua própria saúde. 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz