Reciclagem /

Quinta-feira, 18 de Agosto de 2011, 17h:15

A | A | A

Projeto de Coleta Seletiva em CV

Para não se tornar um projeto utópico, como já aconteceu em várias cidades que adotaram o sistema a Secretária de Agricultura e Meio Ambiente, aposta na divulgação e conscientização


Paulo Pietro

A Prefeitura de Campo Verde, através da Secretária Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, lançaram na noite dessa quarta feira o projeto Recicla Campo Verde, que consiste na coleta seletiva de lixo. Segundo o secretário da pasta Manoel Messias, que estava trabalhando na elaboração e formatação desse projeto à aproximadamente três meses. “ Esse é um projeto que vai atingir a toda a população de Campo Verde, e isso exige um trabalho cuidadoso com as ações a serem efetivadas. Nós trabalhamos em duas frentes, uma no modelo de gestão, para conseguir implementar o programa. A outra é junto a cooperativa de catadores, com cursos de capacitação, para que ela viesse a assumir e ser nossa grande parceira nesse projeto.” Completou o Secretário.  Os cooperados que vão realizar o trabalho de seleção dos materiais recicláveis, antes eram catadores que trabalhavam de modo informal, com a chegada do projeto vão ter a oportunidade de ter um trabalho mais organizado e também mais lucrativo.

Como na cidade não existe nenhuma empresa que realize o processamento do material reciclado, bem como no projeto também não era previsto essa etapa de industrialização. Os selecionadores da cooperativa vão separar cada tipo de material em grupos  e depois irão comercializar esses materiais com outras empresas.

Mas para que esse projeto realmente funcione, saia do papel e não seja somente um planejamento utópico, como aconteceu em várias cidades que tentaram aplicar a coleta seletiva. A população campoverdense vai ter que se comprometer á realmente comprar essa idéia sustentável. Por ser uma cidade que tem uma população pequena e uma sociedade organizada, as chances de que esse trabalho de certo são animadoras. O secretário revelou que sabe a necessidade da população participar. “O fundamental para que esse projeto funcione é a participação da população. A parte do poder público é fornecer os meios para isso aconteça, a estrutura, mas sem a participação da população, separando o lixo em casa, e organizando nos dias de coleta, ele realmente pode não funcionar. Mas acreditamos que em Campo Verde esse projeto vai deslanchar, até porque tem pessoas aqui na cidade que já faziam a separação e reclamavam pois não existia a coleta seletiva. Nós estamos travando essa parceria, conversando e conscientizando a população da cidade. Eu acredito que esse projeto vai pegar.”  A projeção do secretário é de trabalhar forte até o final do ano, principalmente na divulgação da coleta, para que todos saibam como vai funcionar.

Foram instaladas lixeiras de coleta, somente nas principais ruas e avenidas da cidade, onde tem maior fluxo de pessoas. Também foram instaladas essas lixeiras que separam lixo seco de lixo úmido, nos órgão público municipais. A cidade foi divida em quatro regiões, o caminhão da coleta vai passar em determinado dia da semana em cada uma dessas regiões para recolher o lixo reciclado. Vale lembrar que a coleta do lixo orgânico, continuará sendo da mesma forma que antes.          

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz