Política Nacional /

Sábado, 14 de Dezembro de 2019, 17h:30

A | A | A

João Doria lamenta mortes após deslizamento em Campos do Jordão

arrow-options Divulgação/ Governo do Estado de São Paulo Joao Doria, governador do estado de São Paulo, lamentou a morte de quatro pessoas após deslizamento...


Imagem de Capa
João Doria arrow-options
Divulgação/ Governo do Estado de São Paulo
Joao Doria, governador do estado de São Paulo, lamentou a morte de quatro pessoas após deslizamento de terra

Leia também: Em São Paulo, Doria discute o novo PSDB com Fernando Henrique Cardoso

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) usou sua conta no Twitter para lamentar a morte de  quatro pessoas após deslizamento de terra que aconteceu na madrugada deste sábado (14) em Campos do Jordão, após forte temporal na região.

Doria escreveu: "Minha solidariedade aos familiares das 4 vítimas que perderam suas vidas nos deslizamentos decorrentes das fortes chuvas que atingiram Campos do Jordão. Entre as vítimas, 1 senhora e 3 crianças. Momento de profunda dor para familiares, amigos e para população de Campos do Jordão."

Segundo o governador, a Defesa Civil, a Polícia Militar e os Bombeiros do estado de São Paulo, além dos Intitutos de Pesquisas Tecnológicas e Geológico, estão desde a madrugada nas regiões atingidas, realizando trabalho de busca, mapeamento e isolamento de novas áreas de risco. 

"O Fundo Social de SP também está enviado mantimentos para as famílias que estão desalojadas por conta dessa triste tragédia", concluiu em uma sequência de postagens. 


Deslizamento em Campos do Jordão

Na madrugada deste sábado (14), um deslizamento de terra deixou quatro mortos, sendo três da mesma família, nos bairros Vila Britânica e Monte Carlos, em Campos do Jordão, que fica a 184 quilômetros da capital paulista.

Entre os mortos estão uma mulher de 51 anos, um adolescente de 13 anos e duas crianças, de cinco e um ano e 11 meses. De acordo com a Defesa Civil estadual, a terra atingiu as casas, que acabaram desabando, após fortes chuvas durante a tarde e noite de sexta-feira (13).

Leia também: Novo recorde: em 10 meses de governo Doria, polícia prende 200 mil criminosos

Pelo menos 11 pessoas foram levadas ao pronto socorro municipal, com ferimentos. No total, 15 pessoas estão desalojadas e foram abrigadas em casa de parentes. 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz