Tecnologia /

Domingo, 20 de Outubro de 2019, 13h:30

A | A | A

Conheça Gita, o robô que segue o dono carregando suas coisas

arrow-options Olhar Digital O robô Gita segue seu "dono" onde quer que ele vá Uma empresa chamada Piaggio Group lançou uma máquina de serviço pessoal...


Imagem de Capa

Olhar Digital

robô arrow-options
Olhar Digital
O robô Gita segue seu "dono" onde quer que ele vá


Uma empresa chamada Piaggio Group lançou uma máquina de serviço pessoal que segue os usuários para onde eles forem. O robô Gita usa cinco câmeras para ver o usuário, segui-lo e transportar até 18 kg durante quatro horas.

Esse assistente é semelhante àquelas malas inteligentes que seguem seus donos pelo aeroporto. Ele apresenta um design redondo e robusto, mas relativamente ágil e intuitivo.

Leia também: 'Robô-barata' quase indestrutível pode ajudar em desastres naturais

Operar o Gita é simples. O usuário pressiona um único botão para ligá-lo, um botão para as câmeras escanearem as pernas dos usuários e pronto. Ele ainda é capaz de acompanhar a pessoa quando o indivíduo muda de direção repentinamente.

robô arrow-options
Olhar Digital
O robô Gita pode carregar até 18kg


Seu movimento é estranhamente natural. Quando o usuário acelera sua caminhada, ele se esforça para acompanhar. O fabricante informa que o Gita opera melhor em superfícies duras. Obviamente, ele não sobe escadas.

"Esse é o primeiro robô que você 'dirige' fazendo algo que faz desde criança: andar", disse Jeffrey Schnapp, cofundador da Piaggio. "Sem a necessidade de ler um manual técnico, sem a necessidade de emitir comandos de voz", completa.

Leia também: Bonecos e robôs te assustam? Estudo tenta explicar o porquê

Um sistema de sons e luzes permitirá que o usuário saiba se ele não está funcionando corretamente ou precisa de uma carga. Além disso, ele possui um aplicativo que permite "compartilhar" as pessoas que ele deve seguir, ou seja, selecionar outra pessoa que não o proprietário para que ele fique junto.

Quanto à privacidade , a empresa garante que o Gita não grava fotos ou vídeos de quem ele segue . O alto-falante presente no robô , além de avisar se houve algum problema com ele, também pode tocar músicas para distrair as crianças.

Leia também: Robô jogador de basquete acerta 2 mil arremessos seguidos e entra no Guinness

O Gita precisa de espaços específicos para operar. Ele não se dá muito bem com espaços apertados e nem com áreas muito movimentadas, como uma estação de metrô, por exemplo. A única desvantagem é a necessidade de olhar constantemente para o robô para se certificar de que ele está seguindo o usuário.

O robô Gita será lançado no dia 18 de novembro, e chega custando U$S 3.250, aproximadamente R$ 13.400.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz