ARTIGO /

Segunda-feira, 22 de Junho de 2020, 06h:30

A | A | A

Jejum intermitente e longevidade saudável

De acordo com o artigo, a restrição calórica durante o jejum diminui a produção de radicais causadores do estresse oxidativo e perda de peso


Imagem de Capa
Renata Gabrielly

A revisão do artigo Effects of Intermittent Fasting on Health, Aging, and Disease, publicado no The New England Journal Of Medicine em dezembro de 2019, aponta que o jejum intermitente apresenta vários benefícios para nossa saúde e para a longevidade saudável. De acordo com o artigo, a restrição calórica durante o jejum diminui a produção de radicais causadores do estresse oxidativo e perda de peso. Promove a regulação da glicose, aumenta a resistência ao estresse e diminui a inflamação corporal.

 

Durante o jejum, as células ativam vias que melhoram a defesa contra o estresse oxidativo e metabólico e aqueles que removem ou reparam moléculas danificadas. Quando comemos, as células tendem a crescer – tanto as boas quanto as ruins, e como, geralmente, comemos mais de três refeições ao dia, basicamente nunca ficamos em jejum.

O jejum, por essas características, é benéfico para pacientes que possuem comorbidades como a obesidade, doença inflamatória, cardiovascular, câncer, doenças neurodegenerativas.

As cetonas liberadas durante o jejum orquestram uma resposta cerebral levando a uma melhora na sua performance e melhorando resistência a doenças.

A principal fonte de energia é a glicose. Depois que comemos, a glicose é usada como energia e a gordura é depositada no tecido adiposo como triglicerídeos. Durante o jejum, os triglicerídeos são quebrados e usados como energia. O fígado converte essa gordura em energia à cetonas, o que provoca uma fonte de energia para vários tecidos especialmente o cerebral.

Quando comemos as cetonas são baixas em nosso organismo, já por conta do jejum de 8 -12 horas começamos a iniciar o aumento das cetonas.

Com as descobertas sobre os benefícios do jejum intermitente, aparecem todos os dias dúvidas. Algumas delas serão sanadas neste artigo.

Posso comer alguma coisa durante o jejum?

Não. Durante o jejum você não pode ingerir nada com calorias. Só são liberados água, chás ou café sem adoçantes.

Quanto tempo de jejum é necessário para ter benefícios?

A maioria dos estudos é de 16 horas, mas não recomendo que as pessoas já comecem com esse jejum sem orientação de um profissional, pois elas podem sentir fraqueza se não se alimentarem da forma correta durante sua janela alimentar.

O que comer após o jejum?

Quem faz jejum provavelmente está procurando uma vida mais saudável. Recomendo comer alimentos “mais naturais” e evitar ultra processados.

Para pacientes que querem perder peso é necessário fazer um cardápio individualizado para que seu objetivo seja atingido.

Quem pode fazer o jejum?

Não é recomendado para grávidas e lactantes, crianças e pessoas com comorbidades sem orientação médica.

Em meu site disponibilizei um e-book gratuito com algumas orientações de como começar o jejum intermitente www.saudabile.com

Renata Gabrielly é médica e foca seus tratamentos na longevidade e emagrecimento

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz