COMITIVA /

Quinta-feira, 31 de Outubro de 2019, 08h:48

A | A | A

Comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso realiza visita técnica em Primavera do Leste

Índices de criminalidade do 11º CR apresentam redução e instituição reconhece esforço dos servidores da segurança pública


Carregando fotos
Pérsio Souza

Há quase cinco anos Primavera do Leste não recebia a visita da comitiva do Comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso, afim de alinhar os procedimentos técnicos, administrativos e operacionais. Os encontros que houveram anteriormente foram pontuais e em situações específicas. Na quarta-feira (30), o 11º Comando Regional recebeu o coronel Jonildo José de Assis, quem representa a instituição a nível estadual, e representantes do Setor de Planejamento Operacional e Estatística (SPOE), Comunicação Social, Gestão de Pessoas, Corregedoria Geral e Superintendência de Apoio, Logística e Patrimônio.

Além da visita técnica, a vinda da comitiva a Primavera teve também como intuito aproximar o alto comando da PM com os militares locais, que na avaliação do coronel Assis, estes realizam um excelente trabalho no 11º CR. “Nosso trabalho é árduo, mas estamos conseguindo controlar os índices de criminalidade. Temos excelente resultados em redução de homicídios, roubos e furtos em todo o Estado”, explica. 

Na Região Integrada de Segurança Pública de Primavera do Leste (RISP 11) fazem parte os municípios de Primavera do Leste, Campo Verde, Santo Antônio do Leste, Gaúcha do Norte, Paranatinga e Poxoréu. Nesta jurisdição houve redução de 37% do número de homicídios comparado a 2018.

Conforme o comandante da PM de Mato Grosso, o 11º CR é muito estratégico, uma vez que está presente em uma área pujante e produtiva. Apesar da unidade apresentar índices relevantes à baixa criminalidade, o coronel reconhece a necessidade mais investimentos. “É necessário melhorias na gestão de recursos humanos e equipamentos, mas isso são soluções a médio e longo prazo. Temos excelentes índices aqui, nossos policiais são muito comprometidos com o serviço público, atuam de maneira enérgica e dura contra o crime, e em proteção ao cidadão”, destaca.

Para a comandante do 11º CR, coronel Francyanne Siqueira, a visita de orientação da comitiva era um anseio de todos, pois facilitam operacionalmente e administrativamente. Além disto, é o momento para apresentar qual a realidade da unidade e quais as reivindicações.

Segundo Francyanne, houve redução de efetivo devido à Reforma da Previdência, o que causou uma defasagem no número de militares no CR. “Apesar de termos reduções de criminalidade, o número de efetivo e viaturas são as principais dificuldades para podermos exercer um trabalho mais eficiente”, ressalta.

Nas regras atuais, o tempo mínimo de serviço de militar ativo é de 30 anos. Além disso, a idade limite de transferência para a reserva varia de 44 anos até 66 anos dependendo do posto.

Com a reforma, o tempo mínimo de atividade passa para 35 anos. Ainda, a idade limite de transferência para a reserva passaria a variar entre 50 e 70 anos dependendo da graduação. O que justifica o desligamento de alguns militares da instituição.

Em relação à possibilidade de novos concursos à PM, o comandante Geral justifica que a situação financeira do Estado ainda é delicada e que o governador Mauro Mendes tem trabalhado para mudar essa realidade, mas afirma que assim que Mato Grosso voltar aos ‘eixos’, as propostas serão apresentadas à equipe econômica.

 

REDUÇÃO NOS ÍNDICES

O trabalho integrado entre as forças de segurança resultou na redução de 32% nos índices de homicídio na RISP 11. De janeiro a setembro de 2019, foram 32 assassinatos contra 51 mortes em 2018.

Conforme dados contabilizados pelo O Diário, somente neste ano 17 pessoas foram assassinadas em Primavera do Leste.

 

TRÂNSITO É UM DOS MAIORES PROBLEMAS

Os índices de criminalidade (homicídio, latrocínio, roubo e furto) apresentaram redução na RISP 11, no entanto, o trânsito ainda é um problema de segurança pública. No final de setembro foi realizada a Operação Salutem que teve como objetivo a fiscalização de veículos.

Na época, a coronel Francyanne explicou que Primavera do Leste foi escolhida para o lançamento da ação devido aos altos índices de infrações e acidentes de trânsito. De janeiro a agosto deste ano, 127 pessoas sofreram acidentes de trânsito e outras cinco perderam a vida no município.

“Uso de celulares no volante é constante, a maioria dos acidentes envolve motoristas embriagados, não usam o cinto de segurança. O desrespeito às leis de trânsito é um problema grave aqui em nossa cidade”, destacou a coronel.

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

Radares da BR-070 começam a funcionar

Em Primavera do Leste são 07 aparelhos espalhados por aproximadamente 10 quilômetros

MP da liberdade econômica permite que comércio abra nos feriados

Aciple recomenda que comerciante analise se compensa e que cumpra com leis trabalhistas

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz