SAÚDE /

Quarta-feira, 08 de Abril de 2020, 17h:51

A | A | A

Com caso confirmado de Coronavírus, fiscalização será mais enérgica em Primavera do Leste

Trata-se de uma mulher com mais de 60 que teve contato com alguém que esteve em outro estado


Imagem de Capa
Wellington Camuci

O primeiro caso de coronavírus (Covid-19) foi confirmado em Primavera do Leste. A informação oficial veio através de coletiva de imprensa realizada na tarde desta terça-feira (07). A coletiva contou com a participação do prefeito, Leonardo Bortolin, do comandante do 14º Batalhão da Polícia Militar, tenente coronel Cleiton, a secretária de saúde, Laura Kelly, e coordenadora da vigilância epidemiológica Mônia Maia, além de outros membros do comitê de enfrentamento.

O caso confirmado, trata-se de uma mulher com mais de 60 anos. E é considerado como transmissão local, visto que ela não saiu do município, mas teve contato com outra pessoa que esteve em outro estado. “No final da manhã de hoje (07), fomos notificados, recebemos esse exame positivo e imediatamente solicitei todas as informações que o setor privado tivesse disponíveis”, disse Mônia Maia.

Segundo Mônia, esta paciente já cumpriu o período de isolamento de 14 dias, mas por precaução continuará em isolamento até que não apresente mais sintomas. O caso inédito no município foi confirmado após a mulher testar positivo em exame realizado por um laboratório particular da cidade, como já passou os 14 dias, ela não realizará a contraprova.

Mônia disse ainda que duas pessoas da família realizaram o exame, “foram coletados dois exames da mesma família, sendo que o primeiro, da primeira pessoa, deu negativo e dessa segunda pessoa deu positivo”. “Possivelmente, houve uma transmissão local, porque a pessoa que teve o resultado positivo, ela não saiu do município. Entretanto, esse outro familiar que teve contato e fez o exame, essa pessoa sim, se deslocou até outro estado e retornou”, complementou.

Sobre a primeira paciente ter testado negativo, a possibilidade e de que o exame tenha demorado para ser colhido. “Muito provavelmente, o exame dessa primeira pessoa que se deslocou do município, tenha dado negativo pelo tempo decorrido entre o início dos sintomas e a coleta do material”, disse Mônia.

A confirmação do primeiro caso, trará algumas mudanças nas medidas que vem sendo adotadas no município, uma delas está na interdição de locais públicos, como o Lago Municipal, ou seja, os parques serão totalmente fechados, ficando proibido a entrada de qualquer pessoa. “Muitos acham que é um momento de férias, estão lotando o lago, no próximo decreto, por força desse caso confirmado, vai haver uma interdição”, informou o prefeito Leonardo Bortolin.

O tenente coronel Cleiton, destacou que a Polícia Militar – PM passará a intensificar ainda mais a fiscalização. “A Polícia Militar que vinha de uma demanda de orientação, junto à comunidade, junto aos proprietários de bares, lanchonetes e similares, apoiados pela equipe de fiscalização da prefeitura, passará agora a agir de uma forma mais contundente, atuando e fazendo ser cumprida a determinação emanada do decreto municipal”, complementou comandante do 14º Batalhão da Polícia Militar de Primavera do Leste.

Outro questionamento respondido pelo prefeito é no que se refere a não abertura das igrejas, segundo ele, a pergunta é por quê abrir restaurantes e igrejas não. “As igrejas foi uma decisão em comum acordo, não só do comitê, mas com o conselho de pastores e com a igreja católica representada”, diz.

Leonardo Bortolin ainda completou dizendo: “Os restaurantes, com a redução de 50%, estão atendendo cerca de 30 pessoas, espaçadas, não podendo atender a pessoa que está na faixa de risco, normalmente é ambiente aberto e são setores que geram emprego, são mais de 2 mil empregados que trabalham como garçons, cozinheiros, chapeiro, balconistas. As igrejas, muitas delas têm capacidade, no mínimo, para 200, 500, mil pessoas no ambiente fechado. Como é que você impede a mãe, o avô, a pessoa da faixa de risco de ir na igreja? Não consegue impedir”

No que se refere aos comércios, no momento não haverá mudança, mas o comitê deixou bem claro que são medidas temporárias, podendo mudar a qualquer tempo. Leonardo ressalta a importância de conscientização da população no combate ao vírus. “Não adianta as medidas do município se cada cidadão não fizer a sua parte”, ressaltou.

Uma das importantes ações tomadas pelo município, foi a disponibilização de canais de atendimento para pessoas que venham a ter sintomas característicos do vírus e assim evitar ir a uma unidade de saúde e acabar transmitindo o vírus a outra pessoa. “É necessário que o cidadão sintomático ligue no 0800, é necessário que o cidadão que não precisa do atendimento de urgência e emergência, não vá a UPA”, frisou Leo.

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Primavera foi equipada com leitos para atendimento de urgência e emergência decorrente do coronavírus, “a UPA está sendo equipada com leitos, que nem o Brasil está conseguindo comprar, o governo do estado não está conseguindo e nós de Primavera através da ação do comitê, junto com várias entidades compramos e os leitos estão montados”.

De acordo com Leo Bortolin, a partir do próximo decreto, todas as atividades que envolvam crianças e idosos estão proibidas, “escolinhas de qualquer natureza, futebol, judô, fisioterapia, qualquer atividade que envolva idoso ou criança até 12 anos, coletiva, ou seja, com mais de uma pessoa, dois idosos fazendo pilates, não pode, mas se é necessário o tratamento, ele terá que fazer de maneira individualizada”, completou.

Como já dito anteriormente, a pessoa que acabou transmitindo o vírus para a que testou positivo foi até outro estado e retornou a Primavera. No entanto a rodoviária estava fechada reabrindo na última segunda-feira (06), para embarque e desembarque de passageiros. Desta forma, não haverá mudança no funcionamento do terminal rodoviário, visto que, esta pessoa não passou por lá.

Desde o último decreto, algumas medidas foram adotadas para que o risco fosse menor, como redução de 50% dos assentos da sala de espera, orientação e higienização dos passageiros. Um posto da Vigilância Epidemiológica também foi montado no local e todo passageiro que entra ou sai do município é obrigado a passar por esta triagem.

De acordo com o prefeito Léo, não haverá mudança devido a necessidade de controlar a entrada e saída das pessoas, “as pessoas estavam vindo e parando na rotatória de Poxoréu, estavam parando as margens da BR, os ônibus pararam uma semana e continuaram vindo”. “É melhor nós termos um serviço que não é clandestino e a gente consegue, pelo menos, tentar controlar”, finalizou.

De acordo com Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde divulgado hoje, além deste caso confirmado, existem outros 63 os casos suspeitos de Coronavirus. Ao todo, foram notificados até agora 78 casos, 74 são casos de síndrome respiratória leve, um está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), um está hospitalizado em enfermaria.

12 pacientes realizaram exames, sendo dez descartados após resultado. Um confirmado e outro aguardando resultado. Exceto os casos descartados laboratorialmente, todos os outros permanecem sendo monitorados. A paciente que está na UTI, foi testada e o resultado deu negativo, sendo então descartado.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz