CURADOS /

Quinta-feira, 28 de Maio de 2020, 06h:30

A | A | A

Em Primavera do Leste, 29 pessoas estão recuperadas do Coronavírus

53 pessoas estão em isolamento domiciliar, seis em enfermaria e um em UTI


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Primavera do Leste tem 29 pessoas recuperadas do Novo Coronavírus. Os dados constam no boletim divulgado pela Vigilância Epidemiológica, nesta quarta-feira (27), que traz ainda que 52 pessoas se encontram em isolamento domiciliar, sete se recuperam em enfermaria e uma pessoa se encontra na UTI. Em Mato Grosso, 566 pessoas já se recuperaram da Covid-19. 

 

O número de recuperados representa 32% dos casos testados positivos na cidade. Entre os recuperados está o caminhoneiro J.S 63 anos e a esposa dele de 54 anos, os dois que não são moradores de Primavera, mas foram testados na cidade, deram entrada na Unidade de Pronto Atendimento – UPA no dia 19 de maio, e receberam alta na quarta-feira (27). Apesar de não autorizar a divulgação do nome, o paciente, gravou um vídeo emocionado em agradecimento ao atendimento recebido na cidade. “Sou caminhoneiro de Palhoça – SC, sobrevivente do Coronavirus.  Deus me ajudou, muito. Meus sintomas foram leves, como diarreia, fraqueza, falta de paladar. De início eu achei que era dengue, fiquei uns dias doente no caminhão, me sentindo muito fraco. Fui a um hospital particular e constataram o coronavírus. Vim para UPA, e fui muito bem tratado pelos enfermeiros. Eu só queria agradecer”, disse.

Em relação ao tratamento oferecido a estes pacientes, segundo a Vigilância Epidemiológica, em alguns casos é utilizada medicação a base de cloroquina e hidroxicloroquina, porém antes de receitar a medicação é necessária uma análise clínica. “Veio um protocolo do Ministério da Saúde, sobre o uso medicamentos à base de cloroquina ou hidroxicloroquina, porém o protocolo tem muitas restrições em relação ao uso e deixa claro que é uma indicação médica. Não é por que o paciente é positivo para coronavírus que ele tem que necessariamente fazer uso desta medicação. É uma avaliação clínica e médica que vai indicar ou não o uso do medicamento”, explicou Mônia Maia coordenadora da Vigilância Epidemiológica.

 

PROTOCOLO

O Ministério da Saúde divulgou na semana passada orientações para ampliar o acesso de pacientes com COVID-19 ao tratamento medicamentoso precoce, ou seja, nos primeiros dias de sintomas, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). O documento traz a classificação dos sinais e sintomas da doença que podem variar de leve a grave e a orientação para prescrição a pacientes adultos de dois medicamentos associados à azitromicina: a cloroquina e o sulfato de hidroxicloroquina. A escolha do melhor tratamento para a doença pode variar de acordo com os sinais e sintomas e a fase em que o paciente se encontra. Esses dois medicamentos já eram indicados para casos graves, hospitalizados.

 

OMS DESISTE DE TESTAR CLOROQUINA EM TRATAMENTO DE COVID-19

Nesta segunda-feira, 25, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou a suspensão dos testes clínicos com hidroxicloroquina no tratamento contra o coronavírus. A decisão foi motivada por preocupações em relação à segurança do medicamento após um grande estudo publicado na revista The Lancet associar a substância ao aumento de mortes por problemas cardíacos, como arritmia.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz