PARCERIA /

Quarta-feira, 08 de Abril de 2020, 07h:00

A | A | A

Leitos para atender pacientes graves com Coronavírus já estão funcionando

Equipamentos foram montados na UPA de Primavera do Leste


Carregando fotos
Jaqueline Hatamoto

Os 10 leitos que serão destinados a pacientes graves de Coronavírus em Primavera do Leste já estão montados e prontos para realizar atendimento caso seja necessário. Os equipamentos necessários foram adquiridos através de uma parceria entre prefeitura municipal e cinco cooperativas da cidade. As alas destinadas a esses pacientes foram instaladas na Unidade Pronto Atendimento – UPA.

 

O prefeito Leonardo Bortolin, destacou que a compra dos equipamentos que estão em falta em todo mundo só foi possível graças ao apoio das cooperativas Primacredi, Sicredi, Sicoob, Coaprima e Unicotton. “Esses equipamentos a nível de mundo estão em falta. E em um esforço pessoal de nós da gestão, da Secretaria de Saúde. Esses equipamentos eram de outro estado, porém a negociação deu errado. Para garantir a compra precisávamos realizar um depósito para garantir a compra. Mesmo com prefeitura com recurso em caixa, é burocrático e diferente da iniciativa privada. Em contato com as cooperativas e após aprovação das diretorias cada instituição fez a transferência direto para a empresa, e asseguraram o leito para Primavera do Leste”, destacou. Bortolin.

Os kit’s adquiridos são compostos por desfibrilador, bombas de infusão, monitor multiparâmetro e ventilador para respiração mecânica. O investimento é de aproximadamente R$ 2 milhões. De acordo com Douglas Alves, médico da UPA, a partir de agora Primavera do Leste conta com equipamento essenciais para atender qualquer paciente com insuficiência respiratória. “O paciente estará bem assistido, e tem todo suporte necessário para conseguir estabilizar casos mais graves de Covid-19 que venham a ter aqui na cidade”, informou.

O prefeito Leonardo Bortolin, ressaltou que a preocupação é preparar o município para atender com qualidade a população, já que o município só tinha dois leitos para urgência e emergência na UPA. “Nós temos a necessidade de se preparar para o pior. Mas temos que aceitar, que além do Coronavirus, que pode acontecer aqui, vai ter gente infartando, vai ter acidentes, e tudo mais. Se eu ocupar esses dois leitos, com Coronavírus e na hora que chegar um paciente com traumatismo como eu vou fazer? Pois a porta de entrada é a UPA”.

Bortolin ressalta que a decisão levou também em consideração o pior cenário. A necessidade de o número de pacientes aumentar em relação ao Coronavírus e esses pacientes precisarem de respirador mecânico. “O Coronavírus, em pessoas que estão no quadro de risco, ele ocasiona uma insuficiência respiratória, por isso a necessidade do respirador mecânico.

A coordenadora da UPA, Paula Xavier, explica, que as alas de urgência e emergência foram montadas na unidade levando em consideração a capacidade dos profissionais disponíveis na unidade. “Decidimos montar esses leitos aqui na UPA, devido ao fato de já estarmos preparados tanto com a parte de estrutura, quanto com alguns equipamentos que já tínhamos como: laboratório raio x, ultrassom. E o mais importante, temos uma equipe preparada para urgência emergência”, explicou.

A secretária de Saúde Laura Kelly, explicou que após passada a pandemia, os leitos ainda ficaram disponíveis aos moradores de Primavera do Leste. “Depois que tudo passar, esses equipamentos continuaram nas nossas unidades para atendimentos de urgência e emergência”, ponderou.

Além das cooperativas, a Associação Mato-grossense de Produtores de Algodão – Ampa, fez a doação de kits de teste rápidos para o Covid-19, de máscaras e capotes.

Essa não é a primeira vez que o poder público municipal recebe o apoio de cooperativas e empresas privadas em ações voltadas ao município. Seja na revitalização de espaços públicos, construção de equipamentos públicos, doações ou na realização de eventos. O prefeito acredita que a participação destas entidades tem a ver com espaço que é aberto pela administração. “Eu sempre parto da premissa que ninguém constrói nada sozinho. Eu tenho tomado as decisões mais difíceis da minha vida pública, nestas semanas, e tenho chamado as entidades para me ajudar a tomar essas decisões. Até porque, envolve a vida das pessoas, os seguimentos da sociedade. O que fazem eles contribuírem tanto é a credibilidade da gestão e a atitude de abrir espaço para que eles ajudem. Tenho só gratidão em tudo que estão ajudando, em todas as áreas”, pontuou Bortolin.

 

USO DE MÁSCARA OBRIGATÓRIO EM MATO GROSSO

O governador Mauro Mendes lançou, na sexta-feira (3), a campanha "Eu cuido de você e você cuida de mim", determinando que toda a população do estado use máscaras de proteção contra a infecção pelo coronavírus, a partir do dia 13 de abril.

De acordo com o governador, essa é uma medida para tentar diminuir a disseminação do vírus, principalmente em cidades com transmissão local ou comunitária.

De acordo com o decreto 437/20, que institui o novo programa de prevenção empresas públicas e privadas têm até o dia 12 de abril para fazer as orientações a seus colaboradores e clientes sobre o uso das máscaras.

A partir do dia 13 de abril, fica estabelecido em todo o território mato-grossense o uso obrigatório das máscaras de proteção, mesmo que elas sejam artesanais.

Mendes afirmou que a data será o prazo para que todas as empresas e estabelecimentos que continuarem em funcionamento durante a pandemia providenciem máscaras aos seus funcionários.

O artigo 3º do decreto diz que “O poder público deverá articular e coordenar rede de voluntários entre cidadãos, empresas e entidades da sociedade civil para a produção, distribuição e entrega de máscaras, mesmo que artesanais, para a população, em especial de baixa renda e integrantes do grupo de risco”. O prefeito de Primavera do Leste, Leonardo Bortolin se manifestou em relação ao assunto na coletiva realizada ontem (07) e disse. “As máscaras cirúrgicas são impossíveis de encontrar. Diante disso pedimos que o cidadão confeccione a suas máscaras e que os empresários forneça aos seus colaboradores. As máscaras podem ser de pano mesmo. Sabemos que não é o ideal, mas já ajuda”, orientou o prefeito.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz