INCENDIOS /

Quarta-feira, 03 de Agosto de 2011, 15h:52

A | A | A

Monitoramento e combate aos incêndios florestais são desencadeados em MT


O programa ‘Mato Grosso Unido Contra as Queimadas’ lançado no mês de maio pelo Governo do Estado, passa a congregar ações efetivas que serão desencadeadas a partir deste mês (agosto) em todo o Estado a fim de minimizar os efeitos dos incêndios florestais.

 O programa conta com a participação dos poderes Executivo, Judiciário, Legislativo, Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas do Estado (TCE), Associação Mato-Grossense do Ministério Público e sociedade em geral.

O objetivo do programa é fortalecer as ações de prevenção às queimadas em áreas urbanas e rurais de forma integrada, participativa e ordenada. Entre as metas estabelecidas pelo Governo, está a atuação em 100% dos municípios do Estado na orientação e sensibilização ambiental e na responsabilização dos agentes causadores das queimadas.

O Comitê Estadual de Gestão do Fogo (CEGF) ligado a Secretaria de Meio Ambiente (Sema); a Defesa Civil estadual e o Corpo de Bombeiros dão continuidade a orientação e a sensibilização ambiental. Ambos têm a finalidade de fortalecer as ações de prevenção, preparação e a resposta rápida dentro do programa.

 Realizaram a capacitação de agentes nas regiões Leste, Norte, Médio-Norte, Médio-Araguaia, Sul e Oeste do Estado, para atuarem nos combates aos incêndios.

Para auxiliar os órgãos estaduais no efetivo combate às queimadas e aos incêndios florestais, o Governo Federal colocou à disposição o Centro Integrado Multiagências (Ciman) implementado pelo Governo estadual.

O Ciman conta com uma sala de situação onde entidades monitoram todos os 141 municípios do Estado para combater o fogo quando acionados. Entre os órgãos envolvidos estão a Sema, Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Ibama, Prevfogo e ICMbio.

“A sala de situação que este ano está localizada na Sema, atua para potencializar a resposta e otimizar os recursos disponíveis dos órgãos que compõem o sistema. As instituições ficam de prontidão aguardando algum chamamento de municípios que eventualmente não conseguem combater o fogo em suas regiões”, explicou o coordenador-geral adjunto do Comitê de Gestão do Fogo, tenente coronel BM Dércio Santos.

O Ciman conta com um planejamento de implementação de pronta resposta aos incêndios florestais nas quarenta e duas Unidades de Conservação do Estado e com um helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), para um pronto emprego. Nos 17 municípios que contam com unidades do Corpo de Bombeiros, os militares estão de prontidão para a atuação, realizando rondas preventivas e o combate aos incêndios.

Uma equipe de intervenção deslocou até os municípios que compõem o consórcio intermunicipal do Alto Teles Pires, bem como no município de Peixoto de Azevedo, neste último fim de semana, para desenvolver ação de monitoramento, visita técnica e ronda de vigilância.

 Outra equipe se deslocou a 15 km na estrada de acesso ao município de Porto Estrela para efetuar o combate ao incêndio florestal na localidade. Também, na última semana, a 28 km de Cuiabá, sentido Distrito da Guia, uma equipe orientou grupos de proprietários e funcionários de chácaras na localidade para realizar o combate às chamas em várias frentes de incêndio na vegetação.

Uma equipe encontra-se nos municípios que integram o consórcio de desenvolvimento econômico e sócio ambiental do Médio-Araguaia, com objetivo fazer visitas técnicas, rondas de vigilância e monitoramento. Os municípios de Cocalinho, Brasnorte, Juara, Nova Nazaré, São Félix do Araguaia, Cotriguaçu, Nova Bandeirantes, Confresa, Luciara e Tangará da Serra, contam com brigadas do Ibama.

Na segunda-feira (01.08) foi detectado 89 focos de calor no Estado. Campo Novo do Parecis registrou 21 focos; seguido por Nova Nazaré com 19; Gaúcha do Norte registrou 15; Cocalinho e Campinápolis registraram seis focos; Novo São Joaquim, cinco; Juína quatro focos e Brasnorte três. Na semana passada, o município de Cláudia registrou em apenas um dia, 27 focos de calor.

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz