EXEMPLO /

Quarta-feira, 08 de Abril de 2020, 09h:08

A | A | A

Projeto de Extensão do IFMT produz álcool 70% para combate ao Covid-19

O objetivo é produzir 7 mil litros do produto para distribuição na cidade


Imagem de Capa
Da Redação

O Instituto Federal de Mato Grosso, campus de Primavera Do Leste, está produzindo álcool 70% para distribuição em unidades de saúde, instituições ligadas à segurança pública, entidades beneficentes, idosos e pessoas carentes. A ideia é que o produto produzido seja entregue por intermédio de entidades da cidade.

A produção de álcool gel faz parte de um projeto de extensão e é financiado pela Reitoria através da Pro-Reitoria de Extensão - PROEX, e consta em edital que incentiva ações para ajudar no combate à pandemia pelo Coronavirus.

 O produto é produzido pela equipe da área química liderada pelos docentes Francisco Edvan, Frederico Martins e Douglas Sete, nosso técnico de Laboratório em Química Adelmo Silva, o coordenador de extensão professor Antonio, a equipe do Departamento de Administração e Planejamento (DAP) e contam com a colaboração dos alunos do curso de Licenciatura em Química sob a supervisão da Direção Geral.

Já foram produzidos 1000 litros de álcool 70% e a previsão é a produção de mais 6 mil litros que serão distribuídos gratuitamente na cidade.

O projeto conta ainda com a parceria de órgãos públicos e empresários locais, como: IFMT campus PDL, Prefeitura Municipal, CDL, Imobiliária Consentino e Amazônia Sistemas.

 Por que 70%?

Uma das perguntas mais frequentes sobre o álcool em gel é quanto ao seu grau alcoólico, cuja recomendação enquanto bactericida é com concentração igual ou superior a 70%. Especialistas afirmam que essa é a condição ideal para a desnaturação de proteínas e estruturas lipídicas da membrana celular e destruição de micro-organismos. No entanto, a substância é tão eficaz quanto o uso de água e sabão.

Já nas concentrações acima de 70%, o álcool evapora rápido demais e não causa a morte do vírus, além de representar risco maior de incêndios. Em nota, o Conselho Federal de Química explica que a água é necessária para conduzir o álcool ao interior do vírus, mas em água em baixas proporções, o álcool somente desidrata o vírus sem matá-lo.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz