CASO DE SAÚDE PÚBLICA /

Segunda-feira, 17 de Fevereiro de 2020, 07h:00

A | A | A

Tentativas de suicídio aumentaram 70% no ano passado em Primavera do Leste

O suicídio é a 2ª maior causa de mortes no mundo. Mato Grosso registra 254 casos em 2019


Imagem de Capa
Wellington Camuci

800 mil pessoas cometem suicídio todos os anos no mundo. Esta é a segunda maior causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. Estes são os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, 11 mil pessoas tiram a própria vida por ano. É a quarta maior causa de morte no país. Entre jovens de 15 a 29 anos, é a quarta maior causa entre homens e a oitava entre as mulheres.

Somente no Estado do Mato Grosso, 254 pessoas tiraram a própria vida em 2019, o número representa um aumento de 22% em relação a 2018, onde houveram 207 registros. A taxa de mortalidade (por 100 mil habitantes) por suicídio no estado, saltou de 4,6 em 2015 para 6,4 em 2018, passou de 150 óbitos para 256, um aumento de 44%.

Primavera do Leste, segundo dados do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), registrou no ano de 2018 três casos de suicídio e outros 10 casos de tentativa de suicídio. Em 2019, os casos de suicídio se mantiveram iguais, mas 17 casos de tentativa foram registrados, um aumento de 70%.

O chefe de seção do SAMU, Alex Moreira, fala que o número deste tipo de ocorrência pode ser ainda maior, “existem as ocorrências psiquiátricas que muitas vezes são frutos de tentativas de suicídio, mas que não são registradas pelos médicos”, salientou. Neste tipo de atendimento foram registrados 67 em 2018 e 92 em 2019, um aumento de 37% nos registros.

Conforme dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), “O suicídio é um fenômeno complexo, multifacetado e de múltiplas determinações, que pode afetar indivíduos de diferentes origens, classes sociais, idades, orientações sexuais e identidades de gênero”.

Segundo a psicóloga Beatriz Rufato, o suicídio é o resultado de vários fatores, sendo o mais comum a depressão. “A depressão está envolvida em mais de 50% dos casos das tentativas de suicídio e em uma porcentagem ainda maior de suicídios consumados”, afirma.

Beatriz fala que não existe uma forma de detectar as pessoas que possuem pensamentos suicidas, porém, estas apresentam alguns sinais que podem ser percebidos. “Mudanças súbitas que afetam seu desempenho, declínio repentino, diminuição ou falta nas atividades que realizavam, mudança de hábitos alimentares ou de sono, menção a morte e isolamento, são alguns desses indícios”, frisou a profissional.

Ela ressalta que quando se suspeita que alguém possa estar pensando em suicídio é importante demonstrar amor e simpatia por ela, “tentar entender o que está acontecendo e quais os sentimentos associados, por isso não pode ter medo de perguntar para a pessoa se ela está se sentindo triste”.

Ao perceber alguns sinais que alguém pensa em suicídio é preciso buscar auxílio de algum profissional qualificado, seja um psicólogo ou um psiquiatra. Beatriz ressalta que é importante tentar mostrar para a pessoa que existem soluções para seus problemas.

Uma opção de ajuda é o Centro de Valorização da Vida, ligando para o número 188, que fica disponível 24 hs por dia.

Primavera conta com atendimentos preventivos no Núcleo de Apoio à saúde da Família (Nasf) e equipes disciplinares no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e no Centro de Reabilitação.

Para dúvidas ou informações o CAPS de Primavera fica na Rua Maceió, 55, Primavera II, telefone (66) 3498-8213.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz